quarta-feira, 7 de novembro de 2012

7 de novembro - dia do radialista. Parabéns!

Comemora-se, no Brasil, o dia do radialista. Que seria de nós sem aquela voz, que nos transmite tantas emoções: ora nos faz rir, ora nos faz chorar. É aquela voz que nos acorda e prepara para um novo dia, é a voz que nos adormece e faz sonhar. È o radialista que interage conosco, nos informa, nos anima, nos sacode, nos adverte, nos diverte, nos chama pra vida!

RÁDIO, o meio de comunicação de maior alcance no país.


História.

Em 1893 o padre, cientista e engenheiro gaúcho Roberto Landell de Moura testa a primeira transmissão de fala por ondas eletromagnéticas, sem fio. Graças a ele, a Marinha brasileira realizou, em 01 de março de 1905, diversos testes de mensagens telegráficas no encouraçado Aquidaban.

Todavia, o Primeiro Mundo reconhece o cientista Guglielmo Marconi como o "descobridor do rádio". Marconi, natural de Bolonha, Itália, realizou em 1895 testes de transmissão de sinais sem fio pela distância de 400 metros e depois pela distância de dois quilômetros. Ele também descobriu o princípio do funcionamento da antena. Em 1896 Marconi adquiriu a patente da invenção do rádio, enquanto Landell só conseguiria obter para si a patente em1900. Marconi, em 1899, concebeu a radiotelegrafia através de uma mensagem de socorro transmitida pelo Atlântico. Nesse evento se populariza a sigla S. O. S. - save our souls, "salvem nossas almas" em português -, em todo o mundo, mesmo em países que não falam a língua inglesa que concebeu a sigla.

Essa polêmica da invenção do rádio se compara à da invenção do avião, no início do século XX, em que o Primeiro Mundo credita aos irmãos Wright, dos EUA, a invenção do veículo aéreo, embora tenha sido o mineiro Alberto Santos Dumont seu pioneiro (os irmãos Wright não registraram imagens de suas experiências de vôo, enquanto Dumont realizou testes com seu 14-Bis diante de multidões em Paris, França, em 1906).

Outra polêmica envolve o surgimento da primeira emissora de rádio no Brasil. Oficialmente se credita à Rádio Sociedade do Rio de Janeiro (hoje Rádio MEC), do então Distrito Federal (Rio de Janeiro), o pioneirismo, em 1923. Mas a Rádio Clube de Pernambuco (até hoje no ar e que chegou a ser propriedade de Assis Chateaubriand, a exemplo da Super Rádio Tupi, de Recife, quatro anos antes já realizou suas primeiras transmissões radiofônicas).

Em 1922, em caráter experimental, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, que não havia sido inaugurada ainda, transmitiu, em razão dos 100 anos da Independência do Brasil em 07 de setembro, o discurso do então Presidente da República, Epitácio Pessoa.

O idealizador da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro foi Edgard Roquete Pinto, considerado o "pai do rádio brasileiro". Mesmo não sendo exatamente o pioneiro, considerando a Rádio Clube de Pernambuco como a primeira rádio do país, Roquete Pinto teve sua prestigiada importância histórica em prol da comunicação e educação no rádio. Em homenagem a ele, foi criada uma fundação com o seu nome, que existe até hoje.

Radiodifusão Ilheense. Existem na cidade de Ilhéus três emissoras AM: Rádio Cultura de Ilhéus, fundada em 08/01/1950 por Alceu Nunes (Hoje pertence ao grupo Record); Rádio Santa Cruz, fundada em 12/12/1959 por Osvaldo Bernardes (Hoje pertence a um grupo de sócios); Rádio Bahiana de Ilhéus, fundada em 10/02/1961 por Robert Assef (Hoje pertence a um grupo de sócios). Existem também duas emissoras convencionais de Freqüência Modulada: FM Cidade Ilhéus, fundada em 17/03/1986 por Roy Cox (Pertence também ao grupo Record) e a FM Gabriela, fundada em 28/06/1993 por Valderico Reis (Hoje dirigida por seu filho, Valderico Jr.).

Em 2003 foi fundada a rádio comunitária, FM Conquista, pertencente à Associação Comunitária de Ilhéus.

Sindicato O Sindicato dos Radialistas de Ilhéus foi fundado em 1989 e, hoje graças à nova diretoria e a linha de trabalho implantada pelo atual presidente, Elias Reis, muitas ações concretas vem sendo realizadas, principalmente no quesito moralidade da entidade e dignidade dos seus associados. Em pouco tempo de gestão inúmeras ações foram colocadas em prática em prol da categoria. O Sindicato hoje é referência para toda a Bahia. O dinamismo da nova diretoria e colaboradores fechou parcerias com a FACULDADE DE ILHÉUS, UESC, IBEC, UFRJ, ABI, ACADEMIA DE LETRAS DE ILHÉUS, Polícia Federal, Ministério do Trabalho e Ministério Público do Trabalho; Criou o Projeto 5ª do Rádio; Conseguiu renomear dois logradouros públicos, Praça do Radialista e Rua Radialista Evaldo Tabajara; Vem realizando cursos e seminários; Integrou o Sindicato como membro do Concidade e Comitê contra a Pedofilia; Conseguiu a instalação do Comitê de Imprensa no interior da Câmara Municipal de Ilhéus (o 1º da Bahia); Instituiu novas credenciais padronizadas para os radialistas associados; Vem viabilizando Emenda à Lei do Orçamento da Prefeitura Municipal de Ilhéus; Filiou oficialmente a entidade à Força Sindical e a Federação Nacional dos Radialistas; Assinou convênios de Gás, Farmácia e assistência jurídica para beneficiar os seus associados (em 2013 será assinado convênio com Supermercado); Conseguiu o Título de Utilidade Pública Municipal para o Sindicato dos Radialistas de Ilhéus e tantas outras ações importantes no campo do direito trabalhista. Para os meses seguintes já estão fechados alguns eventos, a exemplo do Curso Básico de Inglês para locutores; Seminário sobre ética no Rádio; Seminário sobre Política Sindical; Mega seminário em março/2013 em parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz e dando continuidade a qualificação dos profissionais ilheenses, haverá ainda um curso sobre legislação trabalhista e previdenciária, bem como um Congresso Municipal sobre “O funcionamento do Poder Legislativo”, em parceria com a União dos Vereadores da Bahia. O Sindicato dos Radialistas, hoje, é uma entidade atuante nas ações de interesse dos profissionais ilheenses, bem como presente nos movimentos sociais que luta pela qualidade de vida dos munícipes, preocupando-se com o desenvolvimento da cidade. “O presidente do Sindicato dos Radialistas de Ilhéus, Elias Reis, moralizou a entidade, repaginou a imagem da categoria e hoje os radialistas são respeitados”, pontua Nair Goulart, Presidenta da Força Sindical, Bahia.

O rádio ainda é o meio de comunicação de maior alcance no país: 91% da população sintonizam alguma emissora pelo menos uma vez por semana. Os aparelhos de rádio estão presentes em 50 milhões de domicílios, cálculos que exclui os portáteis (walkman) e aqueles instalados nos automóveis, sem contar os celulares-rádios. O Brasil, segundo o IBGE, possui quase 10 mil emissoras comerciais de rádio, sendo 7.000 de amplitude modulada (AM) e 3.000 de frequência modulada (FM).

Além de maior meio de comunicação social, o rádio é considerado o mais vendido eletrodoméstico do país. Em recentes projetos de pesquisas de docentes do Curso de Comunicação Social da Uesc, em

alguns distritos da zona rural de Ilhéus, constatou-se que em muitas residências não se tinha televisão, geladeira ou mesmo um fogão a gás. Mas, se tinha um radinho à pilha. O cidadão estava sempre se informando, ouvindo alguma emissora de Ilhéus. Teve casos de o sujeito dizer: “Aqui em casa pode faltar até o dinheiro da carne, mas, da pilha nunca falta”.

Todos os moradores do interior, hoje, conhecem o Prefeito, os secretários, os vereadores, sabem qual o partido que pertencem, sabem quem apóia quem, o que fazem e o que deixam de fazer. A maioria do pessoal do interior, apesar do advento da televisão, não conhece por que viram, mas, por que ouvem as emissoras da cidade de Ilhéus.

O homem do campo continua fiel ao seu velho e inseparável radinho. Em projeto de pesquisa realizado na zona rural de Pernambuco, a pilha de rádio é o segundo item da lista de compras.Só perde para a farinha.

NO MUNDO EM QUE VIVEMOS A INFORMAÇÃO É O BEM MAIS PRECIOSO QUE PODEMOS OBTER. O PROBLEMA É QUE ELA VEM DE VÁRIAS FONTES, EM QUANTIDADES CADA VEZ MAIORES E NUMA VELOCIDADE SURPREENDENTE.

CRIOU-SE A IMPRENSA ESCRITA ATRÁVES DOS PRIMEIROS PERGAMINHOS. O RÁDIO VEIO EM SEGUIDA. LOGO APÓS VEIO A TELEVISÃO E JÁ NA DÉCADA DE 70 SURGIU A INTERNET, VIA VÁRIOS CAMINHOS: AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS, SITIOS, BLOGS, E AGORA MICRO-BLOGS E TWITTER. SEM FALAR EM OUTROS ATALHOS COMO O ORKUT, MSN E FACEBOOK. ENFIM, É O AVANÇO DA TECNOLOGIA A SERVIÇO DA COMUNICAÇÃO E DA NOVA LINGUAGEM.

PORÉM, NADA É TÃO VELOZ E TÃO SUPREMO QUANTO O RÁDIO.

É O RÁDIO QUE CHEGA AOS MAIS DISTANTES CORREDORES. É O RÁDIO QUE PENETRA NAS MAIS DIFICEIS E LONGINQUAS COMUNIDADES.

O BRASIL AINDA NÃO É UM PAÍS ESSENCIALMENTE DIGITAL E SOMOS UMA SOCIEDADE QUE POUCO SE LER, QUASE TUDO SE VÊ, MAS, SOMOS UM PAÍS AINDA DAS VELHAS TRADIÇÕES, DA CULTURA DO RADINHO NO PÉ DO OUVIDO, DA CÔMODA DO QUARTO E DA PEÇA DA SALA.

É O RÁDIO QUE LEVA E TRÁS AS NOTÍCIAS; É O RÁDIO QUE INFORMA, QUE COMENTA OS FATOS DA COMUNIDADE; QUE RELATA O ACONTECIDO; É O RÁDIO QUE DISCIPLINA; QUE CONVOCA A SOCIEDADE PARA O EXERCÍCIO DA CIDADANIA;

AI DE UMA SOCIEDADE SEM UM MEIO DE COMUNICAÇÃO, AI DE UMA CIDADE SEM UMA EMISSORA DE RÁDIO.

O RÁDIO POR SI SÓ TAMBÉM NADA SIGNIFICA. POR DETRÁS DO APARELHO ESTÁ O HOMEM, O PAI DE FAMÍLIA, O CIDADÃO. AQUELE QUE É O VERDADEIRO FORMADOR DE OPINIÃO. AQUELE QUE É A VOZ DOS MAIS FRACOS E OPRIMIDOS. AQUELE QUE COMBATE COM O BOM COMBATE.

AQUELE QUE FAZ RÁDIO POR AMOR, APESAR DAS INJUSTIÇAS DO PATRONATO; AQUELE QUE FAZ RÁDIO COMO SACERDÓCIO, APESAR DAS DIFICULDADES; AQUELE QUE ÀS VEZES MAGOA OS INTERESSE E QUE MUITAS VEZES SÃO DISCRIMINADOS:

ASCOM STERT.

0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.